segunda-feira, 18 de abril de 2011

Amanhecer.


Amanheço a qualquer hora do dia
Ou da noite
Com ou sem lua
Amanheço continuamente
Em quartos de hora
Com vagar ou abruptamente
Amanheço sempre.

Ontem, ia alto o luar
E eu amanhecia
Em sonhos perfeitos
Dos quais não lembro
Muito além da perfeição
De amanhecer sonhos refeitos.

4 comentários:

Jorge Ferreira disse...

olá Evelyne estou conhecendo seu blog, parabens pelas postagens, estou adorando, continue.
Grande abraço!
http://heyamigovelho.blogspot.com/
Jorge Ferreira

Edu Cartaxo disse...

Muito bom, adorei e parabéns!!!!

Um brasileiro disse...

oi menina. tudo blz? estive aqui. muito linda su poesia e seu blog. gostei. apareça por la.abraços.

Evelyne Furtado. disse...

Obrigada pelas leituras e comentários. Visitarei em breve às paginas indicadas. Abraços.