quarta-feira, 22 de outubro de 2008

De Amor e de Sonhos.


Eu dormiria três dias para sonhar seus sonhos.
Iluminaria minhas noites com as cores dos seus sonhos.
Alimentaria meu corpo com as iguarias que você me serviria e a mimha alma com a consagração dos nossos desejos.
Nossos segredos nos uniria. Nossos prazeres, no climax, nos separariam por segundos, enquantos nossos lábios colados manteriam nossa união.
Dormiriamos um pouco mais em conchinha, para acordarmos com o sol anunciando o quarto dia.

4 comentários:

Celamar Maione disse...

Affe, essa foi fundo ! Fiquei imaginando eu e ele. Nós dois, juntos....é muito bom, apesar do medo que dá.
AMEI !

Evelyne Furtado disse...

rsrsrsr
Como pode uma coisa tão boa dar medo, hem, menina? Eu reconheço esse sentimento, mas se a vontade for maior vence qualquer medo.
Beijos e boa sorte, amiga.

AnadoCastelo disse...

Que belos sonhos só é pena muitas vezes não serem realidade. E não há que ter medo, se é para se viver vive-se, nem que depois acordemos com um balde de água fria, mas aqueles momentos bons ninguém nos tira.
Jokinhas

Evelyne Furtado disse...

Falou tudo,Ana! É assim que tem que ser! Beijos, minha amiga.