quinta-feira, 1 de maio de 2008

O Lado Quente Do Ser


Composição : Marina Lima e Antonio Cícero


Eu gosto de ser mulher
Sonhar arder de amor
Desde que sou uma menina
De ser feliz ou sofrer
Com quem eu faça calor
Esse querer me ilumina
E eu não quero amor nada de menos
Dispense os jogos desses mais ou menos
Pra que pequenos vícios
Se o amor são fogos que se acendem
Sem artifícios
Eu já quis ser bailarina
São coisas que não esqueço
E continuo ainda a sê-la
Minha vida me alucina
É como um filme que faço
Mas faço melhor ainda
Do que as estrelas
Então eu digo amor, chegue mais perto
E prove ao certo qual é o meu sabor
Ouça meu peito agora
Venha compor uma trilha sonora para o amor
Eu gosto de ser mulher
Que mostra mais o que sente
O lado quente do ser
Que canta mais docemente

2 comentários:

AnadoCastelo disse...

É isso aí, acho que nunca pensei nisso a sério, mas acho que gosto de ser mulher.
Boa dica para pensar.
Beijinhos

Evelyne Furtado disse...

Amiga, eu cantava essa música com uns 15 anos e adorava. Fazia toda uma interpretação. Adoro ser mulher.
Beijos