domingo, 29 de março de 2009

(des) Ordem.


Arruma gavetas pensando dar ordem as idéias.
Separa as roupas por cores querendo apaziguar o coração.
Faz faxina na casa imaginando purificar o corpo.
Rasga papéis fotos e contas, acreditando livrar-se das pressões.
Banha-se com prazer achando que perfuma a alma.
Agora, sente-se pronta para se perder na confusão.

3 comentários:

Laura disse...

Belíssimo Vequi!
Depois de muito tempo posso voltar a desfrutar teus textos!
Abraços e beijos talentosa amiga querida!

Evelyne Furtado disse...

Imagine a alegria ao ler seu comentário, Laurita! Agradeço seu carinho, hermanita!
Beijos e ótima semana.

Fabiana de Brito Gomes disse...

Querida, que bom te conhecer!
Tava procurando por gavetas artisticamente desenhadas ou pintadas no google...Poesia linda, daquelas que eu queria ter escrito, sabe, né?! Parabéns pelo blog! Vou te seguir! Alíás, acabei de me formar em direito...Grande beijo! Boa vida!