domingo, 4 de maio de 2008

Recebendo a Solidão.

Há sempre um dia
Para receber a solidão
E o faço como posso.
Já a recebi com lágrimas
Hoje a recepciono
Ainda com emoção
Que é melhor que o tédio:
Ausência de comoção.

Enfrento-a cara-a-cara
Sem medo, pois ainda
É preferível ao nada
Desde que eu faça uso dela
Para criar algo que me faça companhia
Nessa noite de ausências toda minha.

2 comentários:

AnadoCastelo disse...

É isso aí, há que dar volta à solidão. Em vez de nos matar, matamos a ela primeiro.
Jokinhas

Evelyne Furtado disse...

Ela às vezes nos faz bem, Ana!
Beijocas, amiga!